“Esta brincadeira reforça a agenda da ideologia de gênero”, diz psicóloga sobre FaceApp
16/06/2020 21:27 em Novidades

Um teste que motiva as pessoas a trocarem a sua identidade está fazendo sucesso no Facebook. Muitos cristãos andam ACHANDO GRAÇA, e até familiares meus achando divertido participar dessa “brincadeira”. Eles a fazem por achar divertido, mas será que já pararam para pensar sobre o porquê de sua curiosidade?

Esse jogo fez muito sucesso em 2018 e voltou com tudo agora. E não, não é uma brincadeira ingênua e sim uma engenharia social sem nenhuma graça.

Além de esses testes ROUBAREM SEUS DADOS, este em especial, rouba sua dignidade na brincadeira e faz você contribuir com a AGENDA da ideologia de gênero. Uma ideologia maquiavélica que AFIRMA que NINGUÉM nasce homem ou mulher e que VOCÊ pode trocar de sexo, pois sexo é apenas uma CONSTRUÇÃO SOCIAL.

Desavisados que fazem esta brincadeira no Facebook de forma “ingênua” (que de ingenuidade não tem nada), contribuem com essa maquiavélica agenda.

Não façam esse joguinho. Não sejam usados pelo ativismo. Não percebem que na brincadeira estão minimizando a questão? Estão banalizando a identidade, fazendo VOCÊ achar primeiro uma brincadeira, depois sua curiosidade te leva a “brincar” sendo um idiota útil, para saber como ficaria tendo o sexo oposto. Logo depois vem a diversão e a aceitação.

Você que fez, “parabéns”. Ao postar, VOCÊ fez caminhar a agenda de desconstrução da identidade. NÃO é inocente, é uma engenharia social de aceitação da ideologia de gênero.

NÃO COLABORE COM ESSE JOGO. Não banalize sua identidade, nem de brincadeira. Ela é única, foi formada somente para você. Já parou para pensar que um simples joguinho idiota pode mexer com a mente e desejos de uma pessoa? Parece exagero? Mas não é.

As experiências mostram como um simples jogo pode influenciar valores e até mesmo desejos… Abram seus olhos, aprendam ver além. Vigiem!

Por Marisa Lobo é psicóloga, especialista em Direitos Humanos e autora dos livros "Por que as pessoas Mentem?", "A Ideologia de Gênero na Educação" e "Famílias em Perigo".

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
App Vivendo em Graça